13 julho 2007

polaroid

o táxi apanhado ao começo da tarde.
o calor das 15h, suavizado pela brisa atlântica.
sabor a verão que tarda.
e a conversa:

'apaixonei-me aos 56 anos, veja lá. só pode ser amor, não é?, quero dizer, nestas circunstâncias. transportei aquela senhora durante 7 semanas, todos os dias. sózinha em lisboa, vinda de longe, fazia radioterapia. transportei-a, calhou assim, todos os dias. eu que sou vivido - que conheço e vivi a cidade -, não dei por nada. uma mensagem aqui, já nem sei bem (talvez a propósito do dia da mulher..), e palavras que chegam e dizem mais. daqui a 2 anos, se tudo correr bem, vou deixar isto e viver com ela. perguntam-lhe por lá: 'ouve lá, ele deve ser especial; tu, viúva com dois filhos; doente'. mas sabe, é como lhe digo, eu apaixonei-me por ela e não pela doença. só pode ser uma história de amor, não é? interessei-me pelo caso e como, na altura, transportava um médico do ipo, comecei a saber tanto ou mais do que ela própria sobre a sua doença. o médico chegou a perguntar-me 'então, como vai esse romance?' - e eu, 'oh sr dr, nada disso, nada disso'. sabe, amigo, isto parece um filme e talvez desse para uma telenovela. mas é mesmo assim, é a realidade, pode crer. só pode ser uma história de amor, não é?'

pela segunda vez hoje, saí do táxi.
pela segunda vez hoje, não tenho comentários a fazer.
pela terceira vez hoje, senti cá uma alegria.
que nem vos conto..

6 Comments:

Blogger Mateso said...

História de amor... ? será do verão suave? não sei. Creio ser, sim, um quadro muito bem pintado de cores reais onde ainda existe solidariedade e coração, algo que não tacteamos no correr apressado das nossas vidas.
Gostei muito ,não só pela escrita ,mas e sobretudo pela mensagem.
Bj.

sexta-feira, julho 13, 2007 5:39:00 da tarde  
Blogger CNS said...

Hoje sou eu quem te tráz um desafio...

sexta-feira, julho 13, 2007 11:29:00 da tarde  
Blogger ana cristina leonardo said...

Um pensamento positivo, for a change

sábado, julho 14, 2007 12:05:00 da manhã  
Blogger Gi said...

olá, mateso
também eu, também eu.
aconteceu assim mesmo.
espero que continue a acontecer.
são sementes trazidas pelo vento dos 'trópicos da alegria'.

olá, cristina
gosto sempre de te rever por aqui!
desafio? here we go..
;-).


olá, ana cristina
indeed. é caso para dizer: apanhado com as próprias palavras ;-).

flores,
para todo(a)s,

gi.

sábado, julho 14, 2007 12:09:00 da tarde  
Blogger Abssinto said...

Taxi driver?

A vida real é surpreendente.

abraço

sábado, julho 14, 2007 11:37:00 da tarde  
Blogger Gi said...

taxi drivers.
are you talkin' to me?
yes. they were.
com palavras de cristal.
um abraço.

gi.

domingo, julho 15, 2007 12:44:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home