25 junho 2007




de ti nunca saberei dizer quanto,
para ti nunca encontrarei as palavras justas,
a ti nunca saberei retribuir o tanto que me deste e o tanto que me dás.

ouvi 1050 discos nos últimos anos - e gravei-os todos na pele;
vi 572 filmes nos últimos meses - e guardei-os a todos nos meus sentidos;
li tudo o que havia para ler, centenas também;
escrevi poesia, dezenas de coisas que ninguém nunca vai ler.
amei compulsivamente, como só assim sei,
como só assim sou.

nada disto me ensinou uma única forma,
uma única forma, vejo agora,
de te dizer obrigado.

talvez o mar e o céu sejam o cavalete
em que desenharei,
um dia,
o carrossel que sinto.
e de quando de mim nada restar
- nem a memória da memória dos últimos descendentes
- nem o grito do grito dos últimos pássaros
talvez, dizia,
lá esteja,
enfim dito
o meu amor por ti.

fazes hojes anos, 62.
flores para ti.

10 Comments:

Blogger Ana Rita said...

Muitos Parabéns!!!

Amanhã é o meu dia de filha babada,que é o que eu sou mesmo :)

segunda-feira, junho 25, 2007 7:10:00 da tarde  
Blogger Nuno Guronsan said...

Estremeci...
Palavras bonitas que fazem uma prenda bonita.

Felizes 62 Primaveras...

segunda-feira, junho 25, 2007 8:37:00 da tarde  
Blogger Letras de Babel said...

não achas que estás a dizer obrigado?

pois olha que sim. profundamente.


_________________

beijos

segunda-feira, junho 25, 2007 10:57:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

62 flores azuis para quem certamente as merece!

terça-feira, junho 26, 2007 12:00:00 da manhã  
Blogger miguel. said...

Muitos parabéns!!
palavras muito bonitas, imagem poderosa, mãe e filho de sokurov, certo ?

:)

terça-feira, junho 26, 2007 2:31:00 da manhã  
Blogger Gi said...

ana rita,
muito obrigado! retribuo, 'já hoje', com muitos parabéns para essoutra mamã e essoutra filha babada ;-) parabéns!!

nuno,
raios, homem, usas cada palavra. estremecer é um dos meus verbos preferidos. pela raridade.
muito obrigado pelos teus votos.
(sei que estou em falta para contigo, mas vou redimir-me!).
um abraço.

nan,
obrigado pela tua visita. é sempre um privilégio receber visitas de alguém como tu, com a tua sensibilidade fulminante (ou será fosforescente?).
um beijo.

miguel,
obrigado pela visita, pelo muito gentil comentário, pelos votos. much appreciated.
sim, certíssimo! a imagem é retirada desse sulfúrico 'mãe e filho'.
:-)

[muito obrigado a todos vós]

gi.

terça-feira, junho 26, 2007 12:22:00 da tarde  
Blogger Gi said...

carA anónimA,
ias-me escapando, mas o meu alarme detectou-te a tempo :-).
muito obrigado pelas flores azuis, de que tanto gosto, e pelos parabéns.
:-)
gi.

terça-feira, junho 26, 2007 12:33:00 da tarde  
Blogger un dress said...

do filme a mãe

a foto... certo?


flores e abraÇo para ti
flor.de.inverno...

e obrigada. as minhas palavras não são excessivas.

/se aquelas nem minhas são.../

mas são as justas.
tanto como estas: as tuas...

terça-feira, junho 26, 2007 3:01:00 da tarde  
Blogger Abssinto said...

Ficou escrito. Abraço forte.

quarta-feira, junho 27, 2007 12:24:00 da tarde  
Blogger Gi said...

un dress,
muito obrigado pelas tuas palavras. é uma honra 'ser visitado' por ti.
sim, do filme 'mãe e filho'.
não são excessivas as tuas palavras; antes, preciosas e certeiras. há hipérboles que são elogios..justos.
até breve,
gi.

abssinto,
sim. escrito e gravado. from me to eternity. a possível.
um abraço,
gi.

quarta-feira, junho 27, 2007 5:26:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home